quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Resenha do livro Walk On - A jornada espiritual do U2

O livro  Walk On A Jornada Espiritual do U2 escrito por Steve Stockman, é uma obra encantadora, não só para quem é fã da banda, mas para todos aqueles que querem saber o que está por trás deste grupo de rockeiros que se envolvem em diversas causas sociais e são recebidos por presidentes e líderes religiosos do mundo inteiro.

Steve Stockman, primeiramente conta como foi a jornada espiritual dos integrantes da banda, a conversão do Bono, vocalista da Banda ao cristianismo na adolescência após a falecimento de sua mãe, quando começou a  frequentar a igreja pentecostal Shalom, uma comunidade evangélica em Dublin. A história do The Edge, que  conheceu a Cristo desde criança, por fazer parte de uma  família tradição evangélica/presbiteriana, Larry Mullen que também declarou ser cristão  e como eles lidaram com o único membro que não é cristão, o Adam Clayton, o que de fato nunca foi um empecilho para a boa convivência do grupo, que pendura durante décadas.

O autor expõe o pensamento de diversas letras que utilizam de textos bíblicos na sua composição, inclusive apresenta alguns álbuns do U2 considerados Gospel, inclusive desvendando o pensamento de diversas canções, todavia conforme o Steve Stockman,  vai contando a trajetória musical da banda, ele vai expondo os conflitos que o U2 passou, desde a crise dos integrantes com a igreja institucional, até o seu apego as escrituras sagradas, o envolvimento do grupo em causas sociais, sua crítica a arte pós-moderna, bem como o seu apelo de reinvenção  como banda para conseguir dialogar com diversas gerações.

A Jornada Espiritual do U2, trás diversas curiosidades, como a proximidade de Bob Dylan com o U2, o conhecimento literário de Bono sobre Francis Schaeffer (grande teólogo reformado do século XX) e C.S. Lewis (professor da Oxford e um cristão convertido do ateísmo, autor de Crônicas de Nárnia entre outros livros), a visão da banda sobre arte, sua sensibilidade ao próximo nas questões sociais.

Enfim o livro é em sí uma excelente crítica as canções da banda, é um livro gostoso de ler,  que incentiva a espiritualidade mostrando a jornada de fé dos integrantes do U2, sua mensagem relevante que aponta para o caminho de amor e esperança na vida e na existência humana e o propósito eterno, por trás de  tudo isso. Ótima leitura.

Título: Walk On - A jornada espiritual do U2 
 Autor: Steve Stockman 
 Editora: W4 
 Páginas: 188

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Resenha do livro O Cristianismo é bom para o mundo? Um debate

A obra  O Cristianismo é bom para o mundo? Um debate, distribuído no Brasil pela editora Carimbo, é um ensaio debate entre dois grandes pensadores, o primeiro é o Douglas Wilson, pastor da Christ Church, mestre em filosofia pela Universidade de Idaho, um dos fundadores  da Confederação das Igrejas Evangélicas Reformadas e autor de diversos livros, o outro é Christopher Hitchens, jornalista  e  analista político, educado em Oxford, um dos expoentes do movimento neoateista e ainda é escritor de diversas revistas como a The Nation e The New Yorker. 

O livro é classificado em rounds de debates, onde os autores tem como proposta mostrar sua visão de mundo através do tema "O Cristianismo é bom para o Mundo?" por meio de argumentos, em uma obra recheada de retórica, todavia a forma como o debate é conduzido, com perguntas e respostas honestas dos dois lados, torna a obra muito interessante e prazerosa. 

No começo cada autor se apresenta, agradecem a revista Christian Today que promoveu a conversa entre os dois pensadores e vão para o debate,  abordando diversos assuntos como o problema do mal, a importância (ou não) da religião na sociedade , o existencialismo, a questão moral dentro e fora do cristianismo, a evolução, enfim os dois dão aula através de um debate bem humorado sobre temas relevantes para o homem e para a sociedade. 

Como leitor, gostei bastante dos dois autores, da forma lógica argumentativa, achei o livro super leve de ler, todavia muito reflexivo, aqui como opinião pessoal posso dizer que fiquei impressionado com a sabedoria e teologia de Douglas Wilson, ele de fato representou muito bem o pensamento bíblico sobre o homem e sobre a criação, bem como sobre os problemas da queda e sua visão de Deus. Vale a pena a leitura!

Título: O Cristianismo é bom para o mundo? Um debate 
Autor: Douglas Wilson/Christopher Hitchens 
 Editora: Garimpo
 Páginas: 77





sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Resenha do livro Discipulado - Dietrich Bonhoeffer

O livro Discipulado, foi escrito no carcere, pelo pastor luterano Dietrich Bonhoeffer, que é também um dos fundadores da igreja confessante, no qual foi a resistência teológica as idéias de Hitler, na Alemanha Nazista. O autor possuí uma história fantástica mas cabe aqui apenas um  breve resumo, formou-se em doutorado no seio do liberalismo teológico dos seminários luteranos de sua época, todavia perseverou na fé ortodoxa, politicamente resistiu as artimanhas do III Reich, sendo preso em 1943 sob a acusação de envolver-se na trama de Abwerh, que pretendia assassinar Hitler, tornou-se mártir em 09 de abril de 1945 enforcado pelo na cidade de Berlim, semanas antes do fim da II Guerra Mundial.

Discipulado é um livro denso, envolvente, conflitante, o autor começa criticando a teologia barata de sua época, o liberalismo e ele sabe criticar, pois estudou nesta escola, inclusive ganhou o título de doutor em teologia, mesmo discordando da maioria de seus professores, portanto sabe  mostrar os pontos de incoerência, a frieza da graça barata, do relativismo das escrituras,  bem como  aponta para o caminho da verdadeira graça.

Vários capítulos são dedicados para comentar  uma das passagens  mais belas e mais profundas do ensinamento de Jesus, o Sermão do Monte,  Bonhoeffer discorre, entretanto sua leitura coloca o leitor contra a parede e de forma singela deixa perguntas sobre como vivemos de fato o cristianismo, pregado por Jesus no evangelhos, o dever ser que Cristo espera de nós. O livro é um chamado para a cruz, para a entrega e para o sacrifício em nome Dele.

A unidade da igreja também é um dos temas centrais, mas não é da igreja institucional, política em uma tentativa de ecumenismo, mas sim do verdadeiro sentido da igreja como corpo de Cristo, noiva do Senhor, o nosso papel aqui na terra, nossa comunhão, a importância dos sacramentos como a ceia e o batismo, a importância da vida cristã em comunidade, inclusive a importância da correção da igreja, sua intenção é tocar em diversos assuntos que passam de forma ritualistica na vida do cristão, mas que possuem  uma importância espiritual enorme para o Reino de Deus e para sua igreja na Terra.

Bonhoeffer leva o leitor a profundidade da relevância da fé viva e verdadeira em Cristo Jesus, é muito bíblico seus comentários e isso faz com que o livro seja denso, pois ser um discípulo de Cristo além de um privilégio, exige responsabilidades frente ao nosso Senhor e a sociedade.

No fundo a obra do pastor Luterano é um chamado para a santificação, para viver a graça de Jesus Cristo em nossas vidas, de entrega, mas diferente de muitas obras "avivalistas", está possuí um conteúdo teológico sólido. O autor consegue fazer com que o leitor se sinta contra a parede e repense a sua vida cristã, que bom Glória a Deus pelo livro. Indicado para todos aqueles que estão  na caminhada com Jesus -  precisamos ser discipulados por Ele.

Título: Discipulado 
Autor: Dietrich Bonhoeffer
 Editora: Mundo Cristão
 Páginas: 254