domingo, 13 de janeiro de 2019

Resenha do livro Azorrague - Antonio Carlos da Costa

Escrito pelo reverendo Antonio Carlos da Costa, pastor da Igreja Presbiteriana da Barra, conhecido pelo seu trabalho com a ONG Rio da Paz e seu ativismo a favor dos direitos humanos, o livro Azorrague, sinônimo não muito utilizado da palavra açoite, faz jus ao nome, pois é uma obra que de fato leva o leitor não só ao arrependimento, como também trás luz sobre a Igreja de Cristo.

O autor aborda duas igrejas uma que é a verdadeira e exala o cheiro de Cristo e a outra que é usada por satanás, controlada por líderes inescrupulosos que enganam as pessoas em seu ensino, que levam a sociedade não cristã a olhar para nós cristãos de forma  desconfiada. As artimanhas do diabo são postas bem como o poder de Cristo e a glória de sua igreja e neste ponto  Antonio Carlos da Costa mostra a realidade do ensinamento de Cristo e a falsa religião ritualística e corruptora. 

De uma abordagem ampla e coletiva, sobre os pecados comuns dos líderes das denominações, o orgulho, a busca pelo poder, a manipulação e o controle,  o reverendo vai estreitando para uma visão individual sobre nossos próprios pecados e a forma ritualística de viver a fé, em contraponto com a pessoa de Cristo e seu ministério. Várias vezes é necessário parar a leitura e orar, seja pela igreja, seja por seus líderes, seja pela vida pessoal com Deus; é um livro forte, recomendado para quem não quer se acomodar em sua fé e pretende ser confrontado, todavia é claro o amor exalado tanto pelo escritor como por Cristo sobre nós. 

Outros aspectos são postulados no livro como um olhar sociologico pela construção da igreja, sua preocupação social e espirital que devem andar juntas,  a espiritualidade devocional, vários comentários sobre os evangelhos de Cristo, além de notório número de cristãos eruditos citados que foram objeto de pesquisa do autor. 

Ler os livros do Rev. Antonio Carlos da Costa, sempre é um grande prazer literário, primeiro porque ele é um mestre em descrever a beleza da Glória de Deus através das palavras, segundo porque de fato ele é um pastor singular, um profeta de nosso tempo e isso é muito claro no livro e isso não é diferente em Azorrague, o formato das frases de fato podem levar o leitor a  não só degustar a leitura como também ficar horas refletindo sobre o seu significado.

Título: Azorrague - Os conflitos de Cristo com as Instituições Religiosas
Autor: Antonio Carlos da Costa 
Editora: Mundo Cristão
Páginas: 270 

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Resenha do Livro A Reforma: As transformações de um mundo em conflito

O livro “A reforma: as transformações de um mundo em conflito”, foi publicado no Brasil em 2017, em ocasião da comemoração dos 500 anos da Reforma protestante que aconteceu em 1517, quando Lutero fixou suas 95 teses na porta da Catedral de Wittenberg. O autor da obra, o historiador anglicano Andrew Atherstone, é pesquisador no Latimer Trust, instituto anglicano de pesquisas evangélicas na Faculdade de teologia Wycliffe Hall, em Oxford, e membro da faculdade de teologia e religião da Universidade de Oxford.

 No primeiro capítulo, Andrew faz uma análise dos pormenores renascentistas que estavam em voga nos anos antes da reforma e durante a reforma. Citando fartas fontes primárias, ele observa que a Reforma não foi um acontecimento isolado em seu tempo, mas foi filha de um outro acontecimento: o renascimento.

Geralmente aprendemos na escola somente o renascimento italiano, tendo Leonardo Da Vinci, Miguel Ângelo, Rafael e outros como destaques, porém Andrew foca no renascimento no Norte da Europa. Homens como Erasmo se preocuparam e traduzir a Bíblia para língua vernácula das pessoas antes mesmo de Lutero. Outros biblicistas da época tiveram o mesmo intuito de traduzir as Escrituras para língua do povo. Contando com apoio de judeus, que ensinaram o hebraico aos intelectuais biblicistas e com as fontes bizantinas, os renascentistas exerceram um importante papel para abalar o sistema predominante na época.

A invenção da imprensa de Gutemberg deu voz a esses homens, porque suas ideias podiam ser impressas em minutos, diferentemente das cópias feitas pelos copistas. Nos capítulos seguintes, o autor aborda o desenrolar da reforma tendo como personagem principal Lutero. Atherstone discorre sobre a vida de Lutero, suas ideias e lutas contra algumas doutrinas ensinadas pela igreja romana.

Nos capítulos seguintes ele aborda a vida de cada personagem importante: Zwinglio, Calvino, Henrique VIII, etc. Também aborda um pouco sobre os grupos da reforma radical, como os anabatistas por exemplo. Recomendo a leitura deste livro, que o ler não irá se arrepender. Foi publicado no Brasil pela CPAD(Casa publicadora das Assembleias de Deus).

Resenha escrita pelo colunista Jônatas Filipe Maciel

Título: A Reforma: As transformações de um mundo em conflito
 Autor: Andrew Atherstone
 Editora: CPAD
 Páginas: 2017

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Resenha do livro Brasil Polifônico - Os evangélicos e as estruturas do poder

A obra Brasil Polifônico - Os evangélicos e as estruturas do poder foi escrito pelo pastor batista, mestre em teoria do direito pela PUC e colunista do jornal Estadão, Davi Lago, é uma livro impar no meio cristão por tratar a contribuição dos evangélicos na construção do Estado, principalmente observando Roma e Estados Unidos e é claro o Brasil.

Brasil Polifônico é uma obra crítica que trás aspectos sociológicos, jurídico, filosófico e teológico, separado em sete capítulos, desdes uma análise sobre o papel dos evangélicos (ou não), na influência social no Brasil, a redefinição filosófica de Cristo e César, um capítulo inteiro sobre direitos humanos e estado democrático de direito, no qual o autor faz uma defesa muito interessante, democracia: do areópago a Ekklesia, liberdade religiosa e laicidade, fé razão e diálogo e por fim a  conclusão.

A leitura é rebuscada, porém é estimulante devido o seu conteúdo e suas frases, além de todo o contexto histórico e a reflexão final sobre as indagações de nosso papel como embaixadores de Cristo nesta sociedade, inclusive a lacuna que existe de diálogo.

Não se trata de um livro estritamente teológico, pelo contrário é um livro publicado por uma editora cristã que dialoga com as ciências humanas e pela formação do autor ocorre uma interação  com o mundo jurídico, talvez esta seja a grande novidade do livro, uma vez que normalmente livros cristão que tratam sobre Estado, sempre tratam mais pelo viés da política e sociologia , enquanto Davi Lago utiliza da filosofia do direito, outro aspecto interessante são seus ensaios sobre a pós modernidade, uma espécie de antropologia cultural,  levando o leitor de fato a pensar no século XXI. Vale a pena ler!

Título: Brasil Polifônico - Os Evangélicos e as estrutura do Poder 
Autor: Davi Lago
 Editora: Mundo Cristão
 Páginas: 201



segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Os 25 livros evangélicos mais procurados em 2018



O blog Literatura Cristã, analisou quais foram as 25 resenhas de livros evangélicos mais procurados aqui na nossa página, baseado nos dados do google analytics. Os dados podem servir para você leitor que gosta de se deliciar e se edificar com a literatura do Reino e preparar suas lista de leitura para 2019. (Veja também a lista dos mais procurados em 2016) Veja a lista:

1ª Discipulado (1109 visualizações)
2ª Em seus passos o que faria Jesus (1000 visualizações)
3ª Filho do Fogo (479 visualizações)
5ª O Totem da Paz (456 visualizações)
6ª A arte e a Bíblia (360 visualizações)
7ª Formigas (334 visualizações)
8ª O vinho novo é o melhor (322 visualizações)
9ª Cristianismo Diabólico (298 visualizações)
10ª  Pacto de Lausanne (283 visualizações)
11ª Os cristãos e os desafios contemporâneos (267 visualizações)
12ª Como Viveremos (250 visualizações)
13ª A Evangelização na Igreja Primitiva (248 visualizações)
14ª O Fator Melquisedeque (242 visualizações)
15ª  Crer é também pensar (239 visualizações)
16ª Uma Breve História do Cristianismo (231 visualizações)
17ª 90 minutos para  o céu (220 visualizações)
18ª História da evangelização do Brasil (204 visualizações)
19ª O Impostor que vive em mim ( 198 visualizações)
20ª A Morte da Razão (191 visualizações)
21ª  Samuel Morris (180 visualizações)
22ª  Deus que intervém (176 visualizações)
23ª C. S. Lewis o mais relutante dos convertidos (175 visualizações)
24ª Religião e Política sim, Igreja e Estado não (171 visualizações)
25ª Surpreendidos pela Alegria (166 visualizações)