domingo, 11 de outubro de 2020

Resenha do livro O que é Missão Integral?

 

O que é Missão Integral?

O livro O que é Missão Integral?, foi escrito pelo teólogo René Padilha. O livro trata de uma discussão muito saudável sobre missão da Igreja, apresentando o contexto e o modelo das organizações missionárias e da igreja, bem como o olhar de nossos irmãos e irmãs sobre o que é ser um missionário.

 Rene Padilha, aborda como a igreja de Cristo frequentemente faz uma divisão entre clérigos e ovelhas, diferenciando a missão através de um dualismo, e por consequência o termo “missionário” é utilizado para a pessoa que faz missões em outras culturas, recebendo o nome de “missionário transcultural”. Todavia muitas vezes não considera o leigo que em sua cultura e em seu contexto de vida, reflete o amor de Cristo proclamando e com boas ações. 

 O segundo tema é a integralidade da missão, neste ponto autor trás a tona o histórico da igreja e das missões, como a partir do século XIX as denominações foram criando conflitos através de uma segunda dualidade, a separação da evangelização e responsabilidade social na missão. Uma parte da igreja no século XIX, começou a entender que a responsabilidade social era mais importante que a proclamação de Cristo Ressurreto e Salvador, e a partir dai começou a proclamar um evangelho social deficitário, já a antítese da do evangelho social foi o fundamentalismo protestante, que negou a responsabilidade social da Igreja, seja no combate a desigualdades sociais ou no seu papel profético de denúncia de sistemas corruptos, para focar na proclamação verbal do evangelho de Cristo, nos milagres em uma pregação individual de transformação de vida. Estas duas discussões nortearam e polarizaram a Igreja.

 A proposta da Missão Integral, surge através do Congresso Lausanne 74 no qual propõe voltar a missão dos apóstolos e profetas do velho testamento, que é pregar o evangelho para o homem todo, ou seja tanto expondo Cristo como Senhor e Salvador, mas também ajudando o desamparado, cuidando do órfão e viúva, expondo os pecados coletivos do sistema econômico e político. Enfim a missão não deve ser repartido.

 A missão Integral além de resolver lacunas da igreja no seu trabalho evangelizador, também trás a tona conceitos muitas vezes esquecidos no protestantismo, não diferenciar o clérico do leigo na proclamação do Reino de Deus, levando toda a igreja a sua responsabilidade e compromisso em amor, primeiramente a Cristo e em segundo ao próximo. Ele também reflete na necessidade de uma teologia que bebe dos próprios sujeitos envolvidos com a nação. Isto é uma crítica a uma evangelização colonizadora do hemisfério norte nos países latinos.

C. René Padilla

O que é missão Integral? É um livro surpreendente e rico, ao mesmo tempo trás compaixão e entendimento ao leitor e é recheado de base bíblica o que impede más interpretações, ele vem com uma série de perguntas que podem se tornar um estudo bíblico em grupo. Vale a leitura!

Título: O que é missão Integral? 
 Autor:  C. René Padilla
 Editora: Ultimato
 Páginas: 133

domingo, 13 de setembro de 2020

Resenha do livro Força da luz - Irmão André e Al Janssen


Força da Luz

A obra Força da Luz - a única esperança para o Oriente Médio, foi escrito pelo fundador da Missão Portas Abertas, o holandês Irmão André e o diretor de comunicação da Portas Abertas Internacional, Al Jassen. Trata-se de um livro impressionante e rico em detalhes sobre fé e a política da região, pois os autores, principalmente o Irmão André que ficou conhecido internacionalmente por levar bíblias até o "cortina de ferro" isto é, os países pertencentes a União Soviética, na década de 50 a 80, no final de década de 70 sua missão começou a fortalecer também a igreja do Oriente Médio e ele teve que lidar com diversos desafios, onde mais uma vez foi muito usado por Deus para levar ajuda a diversos países da região. 

Os primeiros capítulos do livro se passam no Libano, no período da guerra civil, é dado todo o contexto deste belo país que tem uma população mista entre judeus, cristãos e muçulmanos.  Irmão André narra suas visitas a capital Beirute, sua dificuldade em entrar no país, o apoio a igreja sofredora que está a cada dia perdendo mais fieis cristãos devido a guerra que eclodiu na região na década de 60 e 70. 

Já nos capítulos finais Irmão André vai a Palestina e conhece as igrejas cristãs de lá, decide fortalecer o seminário existente na faixa de Gaza, as igrejas e ainda ajuda na promoção de conciliação entre palestinos cristãos e judeus messianicos, fazendo a conexão entre os dois povos, em encontros que pretendem criar uma atmosfera de paz e união, que vai além das questões históricas etnicas, um verdadeiro trabalho que só Jesus poderia inspira-lo. 

O livro também não trata apenas de "ajuda aos cristãos", mas faz um ótimo embate sobre a questão teológica, a dignidade e os direitos humanos  entre palestinos e judeus no trato entre ambos os lados e surpreendentemente Irmão André, visitou também os líderes da OLP, no qual pregou o evangelho de Cristo para eles,  visitou também as prisões onde estão os líderes do Hamas, com o objetivo de servi-los com alimentos e roupa, mostrando amor a aqueles que são julgados como "nossos inimigos", esta ação gerou muitos frutos e abertura a propagação do evangelho entre a comunidade muçulmana. 

Como todos os livros do Irmão André, este é mais um que poderia se tornar um grande filme de ação, mas também leva o leitor as lagrimas ao sentir a presença do Espirito Santo agindo, com grande poder e ousadia na vida de um homem que não teme a morte e vivencia o  amor de Deus para o próximo, seja os irmãos na fé ou os "inimigos". É simplesmente inspirador. Vale a leitura!

Irmão André

Título: Força da Luz 
 Autor: Irmão André e Al Janssen 
 Editora: Vida 
 Páginas: 332

domingo, 6 de setembro de 2020

Resenha do livro O Peso da Glória - C.S. Lewis

O peso da Glória

C.S Lewis
é conhecido internacionalmente não só para os cristãos mas por pessoas de ínumeros credos  após os seus livros ficarem conhecidos no mundo todo, devido muitas de suas obras ganhassem filmes,  como As Crônicas de Nárnia. Sua vida acadêmica sendo professor da Oxford reafirma o seu brilhantismo, e no meio da literatura cristã o autor, mesmo não sendo teólogo é um dos mais lidos pelos cristãos de diversas liturgias e denominações, O Peso da Glória é de suma importância na contribuição ao debate público sobre fé e grandes questões da sociedade. 

O peso da Glória é um compilado de nove sermões do C.S. Lewis, muitos foram expostos na própria capelania da Universidade de Oxford para os seus alunos e interessados, ele toca em assuntos diversos uns que não necessariamente tratam de teologia, mas sim de argumentos lógicos como o "Porque eu não sou pacifista", no qual ele expõe sua opinião sobre o uso da força do Estado em caso de guerra, a necessidade de defesa contra o  mal em contraponto a estratégia da não violência. já no capítulo "transposição", o autor  aponta a importância da ceia e explica quem é o Espirito Santo em um ensaio sobre a metafisca, ou melhor na linguagem evangélica, o sobrenatural,  para uma sociedade moderna. 

Em "membresia" C.S. Lewis  aborda também a importância de fazer parte de uma  comunidade da fé, mas de forma profunda sobre a importância do corpo que não pode ser retirado a individualidade dos presentes mas agregado a ideia de unidade. Já no capítulo intitulado  "circulo intimo" incentiva as pessoas a manter amizades verdadeiras, coloca isso como virtude e parte da felicidade humana, o que expressa a vontade do Criador. Existem outro capítulos muito interessantes, sobre o Perdão,   um especifico "teologia é poesia?" que possuí insights significativos sobre o simbolismo na teologia. 

C.S Lewis não é um tipo de Autor que apresenta quatro pontos nos seus sermões, pelo contrário ele tem uma riqueza peculiar, em cada texto ele discorre sobre grandes pensadores e clássicos da literatura mundial, em outros momentos o escritor conta histórias, como parábolas com a finalidade de levar o leitor a entender o seu pensamento central do sermão. É possível observar também que C.S. Lewis consegue falar profundamente de temas bíblicos sem usar "jargões" ou "clichês" nas suas exposições, que são críticas, reflexivas e de uma profundidade impar, pois consegue atingir diversos públicos. Simplesmente incrivel vale a leitura!

C.S Lewis


Título: O Peso da Glória
Autor: C.S. Lewis 
Editora: Thomas Nelson Brasil 
Páginas: 185 



domingo, 30 de agosto de 2020

Resenha do Livro Cristianismo Puro e Simples - C.S. Lewis

Cristianismo Puro e Simples

C.S Lewis é um dos escritores mais famosos do século XX, seja dentro das paredes da igreja, seja para o publico em geral, o professor da Oxford, que foi criado em um lar cristão e após um período sombrio se afastou de Deus na adolescência até se entregar a Cristo já na fase adulta, ficou conhecido de diversas formas, desde o seu programa na rádio BBC na II Guerra Mundial, pela sua amizade com Tolken, através de sua obra infanto-juvenil As Crônicas de Nárnia que se tornou filme, mas também pela sua contribuição cristã através de diversas livros,  o principal deles com certeza foi Cristianismo Puro e Simples


O autor escreve um livro para fora do mundo eclesiastico e ambiente dos irmãos da fé, em Cristianismo Puro e Simples ele começa com uma grande questão humana, a existência dos conceitos de certo e errado, chamando-a de a "Lei da Natureza Humana", após uma longa explanação lógica sobre o tema, é claramente possível concordar com C. S Lewis e isso é um passo para acreditar na existência de um Criador, uma vez que aponta para uma ordem universal, algo que independente de cultura mas atinge todos os humanos. 

 Após estes iniciais capítulos no qual o escritor chama de "livro I" , C.S. Lewis começa a dissertar sobre as concepções sobre a existência ou não do divino, neste ponto da obra é um anúncio de onde o autor quer chegar, pois vai eliminando diversos modos de pensamento e dando enfase a alternativa cristã,  ele é chamado de "Livro II"

Já o "livro III, IV e V," C.S. Lewis caminha para o centro do Cristianismo Puro e Simples, os conceitos da fé e da doutrina cristã, sobre Deus, Trindade, moralidade. O mais interessante do autor é que ele vai justificando e pontuando cada grande questão da vida comum de alguém que busca pela fé, ou questiona os conceitos cristãos de forma intelectualmente falando magnifica e sem deixar a simplicidade, título de sua obra. Neste ponto livro sem querer ser evangelístico é como um verdadeira carta para o homem moderno entender e aceitar a Cristo e ainda admirar todos os princípios do cristianismo.  

C.S. Lewis mesmo sem ter a intenção de ser um grande teólogo ou evangelista,  nos deixa uma verdadeira obra de arte da filosofia cristã, e consegue singularmente fazer isso sem entrar em divisões doutrinárias  denominacionais entre os cristãos de todo o mundo, seja católicos ou protestantes das mais variadas igrejas, não se trata aqui de catequese sobre uma visão de igreja, mas sim da apresentação pura da fé cristã. 

É impossível ao ler Cristianismo Puro e Simples, não admirar C.S. Lewis, por cada detalhe de sua obra, inclusive pela ordem de seus capítulos que vão criando uma verdadeira sinfonia sobre o entendimento da fé cristã e ainda vai esclarecendo diversos pontos dificeis de explicar em uma sociedade que já possuí avanços dentro da erudição intelectual do racionalismo e da antropologia. Com certeza o livro pode ser considerado um clássico cristão não só para o século passado, mas para os séculos futuros. Um livro para degustar!
C.S Lewis


Título: Cristianismo Puro e Simples 
Autor: C.S. Lewis 
Editora: Thomas Nelson Brasil 
Páginas: 286