quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Resenha do Livro A Reforma: As transformações de um mundo em conflito

O livro “A reforma: as transformações de um mundo em conflito”, foi publicado no Brasil em 2017, em ocasião da comemoração dos 500 anos da Reforma protestante que aconteceu em 1517, quando Lutero fixou suas 95 teses na porta da Catedral de Wittenberg. O autor da obra, o historiador anglicano Andrew Atherstone, é pesquisador no Latimer Trust, instituto anglicano de pesquisas evangélicas na Faculdade de teologia Wycliffe Hall, em Oxford, e membro da faculdade de teologia e religião da Universidade de Oxford.

 No primeiro capítulo, Andrew faz uma análise dos pormenores renascentistas que estavam em voga nos anos antes da reforma e durante a reforma. Citando fartas fontes primárias, ele observa que a Reforma não foi um acontecimento isolado em seu tempo, mas foi filha de um outro acontecimento: o renascimento.

Geralmente aprendemos na escola somente o renascimento italiano, tendo Leonardo Da Vinci, Miguel Ângelo, Rafael e outros como destaques, porém Andrew foca no renascimento no Norte da Europa. Homens como Erasmo se preocuparam e traduzir a Bíblia para língua vernácula das pessoas antes mesmo de Lutero. Outros biblicistas da época tiveram o mesmo intuito de traduzir as Escrituras para língua do povo. Contando com apoio de judeus, que ensinaram o hebraico aos intelectuais biblicistas e com as fontes bizantinas, os renascentistas exerceram um importante papel para abalar o sistema predominante na época.

A invenção da imprensa de Gutemberg deu voz a esses homens, porque suas ideias podiam ser impressas em minutos, diferentemente das cópias feitas pelos copistas. Nos capítulos seguintes, o autor aborda o desenrolar da reforma tendo como personagem principal Lutero. Atherstone discorre sobre a vida de Lutero, suas ideias e lutas contra algumas doutrinas ensinadas pela igreja romana.

Nos capítulos seguintes ele aborda a vida de cada personagem importante: Zwinglio, Calvino, Henrique VIII, etc. Também aborda um pouco sobre os grupos da reforma radical, como os anabatistas por exemplo. Recomendo a leitura deste livro, que o ler não irá se arrepender. Foi publicado no Brasil pela CPAD(Casa publicadora das Assembleias de Deus).

Resenha escrita pelo colunista Jônatas Filipe Maciel

Título: A Reforma: As transformações de um mundo em conflito
 Autor: Andrew Atherstone
 Editora: CPAD
 Páginas: 2017

Nenhum comentário: