domingo, 13 de janeiro de 2019

Resenha do livro Azorrague - Antonio Carlos da Costa

Escrito pelo reverendo Antonio Carlos da Costa, pastor da Igreja Presbiteriana da Barra, conhecido pelo seu trabalho com a ONG Rio da Paz e seu ativismo a favor dos direitos humanos, o livro Azorrague, sinônimo não muito utilizado da palavra açoite, faz jus ao nome, pois é uma obra que de fato leva o leitor não só ao arrependimento, como também trás luz sobre a Igreja de Cristo.

O autor aborda duas igrejas uma que é a verdadeira e exala o cheiro de Cristo e a outra que é usada por satanás, controlada por líderes inescrupulosos que enganam as pessoas em seu ensino, que levam a sociedade não cristã a olhar para nós cristãos de forma  desconfiada. As artimanhas do diabo são postas bem como o poder de Cristo e a glória de sua igreja e neste ponto  Antonio Carlos da Costa mostra a realidade do ensinamento de Cristo e a falsa religião ritualística e corruptora. 

De uma abordagem ampla e coletiva, sobre os pecados comuns dos líderes das denominações, o orgulho, a busca pelo poder, a manipulação e o controle,  o reverendo vai estreitando para uma visão individual sobre nossos próprios pecados e a forma ritualística de viver a fé, em contraponto com a pessoa de Cristo e seu ministério. Várias vezes é necessário parar a leitura e orar, seja pela igreja, seja por seus líderes, seja pela vida pessoal com Deus; é um livro forte, recomendado para quem não quer se acomodar em sua fé e pretende ser confrontado, todavia é claro o amor exalado tanto pelo escritor como por Cristo sobre nós. 

Outros aspectos são postulados no livro como um olhar sociologico pela construção da igreja, sua preocupação social e espirital que devem andar juntas,  a espiritualidade devocional, vários comentários sobre os evangelhos de Cristo, além de notório número de cristãos eruditos citados que foram objeto de pesquisa do autor. 

Ler os livros do Rev. Antonio Carlos da Costa, sempre é um grande prazer literário, primeiro porque ele é um mestre em descrever a beleza da Glória de Deus através das palavras, segundo porque de fato ele é um pastor singular, um profeta de nosso tempo e isso é muito claro no livro e isso não é diferente em Azorrague, o formato das frases de fato podem levar o leitor a  não só degustar a leitura como também ficar horas refletindo sobre o seu significado.

Título: Azorrague - Os conflitos de Cristo com as Instituições Religiosas
Autor: Antonio Carlos da Costa 
Editora: Mundo Cristão
Páginas: 270 

Nenhum comentário: