domingo, 22 de janeiro de 2017

Resenha do livro Era uma Vez um Homem de Arafat - Tass Saada

O livro Era uma vez um homem de Arafat, é uma biografia do palestino Tass Saada, ele atualmente mora na faixa de Gaza, onde fundou uma ONG chamada Hope for Ishmael, que tem como missão reconciliar árabes e judeus, a ONG também sustenta uma escola para palestinos. O livro conta a história de sua vida e família, seu período servindo o exercito do Fatah, seu contato com as famílias reais da Arábia Saudita e Catar, até a sua conversão nos Estados Unidos ao cristianismo.

Tass Saada, nasceu no campo de refugiado da palestina, os seus pais conseguiram sair do país e abriram uma oficina de carros na Arabia Saudita, o seu pai e tios conseguiram destaque na mecânica e o próprio Rei da Arábia Saudita levavam os seus carros para arruma na oficina de seus pais. Tass pode estudar com os príncipes sauditas, na adolescência os seus pais mudaram para o Catar, lá ele ouviu falar no líder do partido pela independência palestina Yasser Arafat, no qual sua família conhecia pessoalmente ajudava financeiramente o partido.

Tass fugiu da casa de seus pais para se alistar no exercito do Fatah, pois tinha muito ódio dos judeus e queria ajudar ainda mais na causa do Fatah, ele foi treinado na Jordânia e se tornou um combatente sanguinário, conseguiu inclusive se tornar o motorista e segurança do Arafat. Quando seus pais descobriram eles conseguiram levar Tass novamente para o Catar, onde o seu pai escondeu seu passaporte para ele não voltar. Tass era um jovem revoltado insistiu para ir para os EUA e lá conheceu pela primeira vez o ocidente, casou-se para conseguir o greencard e tornou-se um cozinheiro, seu ódio pelos judeus continuava, seu casamento era um caos, até que ele foi evangelizado  e de uma forma sobrenatural aceitou a Cristo.

As mudanças de Tass na nova vida como cristão foram imensas, ele viu a importância do perdão e reconciliação, leu a bíblia  inteira em 45 dias, tentou reconstruir todos os seus laços familiares, com os seus filhos e esposa e posteriormente com os seus pais e irmãos, o que não foi nada fácil, pois ele era um cristão convertido, vindo do islamismo, algo inaceitável e que fere a honra de seus familiares. Ao crescer na fé pode compartilhar o evangelho com nada mais, nada menos que o próprio Arafat, tornou-s um homem doce, um pequeno príncipe da Paz, seguir do grande Príncipe da Paz, Jesus Cristo.

Era uma vez um homem de Arafat,é um livro comovente, nos ensina muito sobre amor aos inimigos, retira vários preconceitos contra os árabes e judeus, é um livro sobre reconciliação, paz e transformação através de Cristo, uma história recheada de ação e suspense, que parece um filme. Vale muito a pena ler!

Título: Era uma Vez um Homem de Arafat
Autor: Tass Saada com Dean Merril 
 Editora: Holy Bible
 Páginas: 219

2 comentários:

Van Ribeiro disse...

Parece ser um livro realmente muito bom! Vou colocar na minha lista de leitura! Até mais! ^_^

Débora do Nascimento disse...

Fiquei muito interessada nesse livro também!