sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Anti-tese: Livro Muitas Vidas Muitos Mestres


O livro “Muitas Vidas Muitos Mestres”, é uma obra espírita, no Brasil ele vendeu um milhão de cópias e é distribuído pela editora Sextante. O Objetivo desta analise, não é resumir a obra do psiquiatra Brian L. Weiss, M.D., e sim apresentar uma anti-tese bíblica sobre os fatos ocorridos na história contada no livro.

“Muitas Vidas Muitos Mestres”, conta à história de um psiquiatra cético em relação ao mundo espiritual, ele aplicava em seu consultório diversas técnicas para recuperação psicológica para seus pacientes, todas elas ensinadas na Faculdade e na pós-graduação, até que em seu Consultório aparece a Jovem “Catherine”, uma moça com vários problemas de síndrome do pânico e traumas. Após várias sessões o médico já tinha aplicado todas as técnicas, menos a hipnose, para fazer com que a jovem entrasse em um estado de regressão. Foi neste momento que começou o desvendar da história, Catherine ao entrar em transe contou a “Vidas passadas” 84 vezes, sendo que entre uma e outra “vida”, aparecera para ela algumas frases de sabedoria vinda de uns auto-intitulados “Mestres”.

Primeiramente para quem já leu o livro, fica a pergunta. Catherine sofreu desde a infância, e também nas 84 vidas ela morreu de morte subida, muitas causadas por violência, onde estavam os “Mestres” seres evoluídos que pregam a paz e o amor, neste momento? A segunda indagação é como saber se estes “Mestres” são bons ou ruins, já que ela ficou desamparada por tantas “gerações”, sem proteção alguma? E uma terceira pergunta é o porque na 12ª capítulo os “Mestres” não souberam prever o futuro do psiquiatra, dizendo apenas aspectos do passado de sua vida?

Todas estas perguntas e a história contada no livro, lembra e muito algumas passagens da Bíblia sobre “O enganador”. Por analogia a Bíblia podemos tirar algumas conclusões, por exemplo, quando Jesus cura um homem dominado por Espíritos maus em Marcos 5: 1 a 20, Jesus pergunta a eles(os espiritos) quem eles são? E os espíritos respondem: “Legião” porque somos muitos... em seguida Jesus expulsou eles. Catherine recebeu nada mais nada menos que 84 espíritos e mais os “mestres” pois foram muitas “vidas”. No livro também é citado que precisamos fazer boas obras para evoluirmos e chegarmos à posição de Deuses, primeiramente isso tira a Graça de Jesus Cristo na cruz que faz o homem livre de pecados ao se arrepender e entregar sua vida ao Salvador, não exigindo obras e sim entendendo que as obras são frutos da Fé em Jesus, como está escrito no livro de Tiago, “Fé sem Obras é morta”. Sem contar que a Bíblia afirma que a intenção de “Satanás” quando se rebelou contra Deus, era ter a glória de Deus, ou seja “tornar um Deus”, parecido com a fala destes espíritos.

Por fim realmente o psiquiatra provou por método científico gravando e fazendo experimentos que existe o mundo espiritual, todavia o que foi apresentado a ele eram, segundo a bíblia, espíritos de trevas, cabe o leitor escolher se acredita nos espíritos citados no Livro, ou nas palavras de Jesus citadas em Mateus 5.

Um comentário:

juliano cesar de oliveira disse...

Ótimo texto de resenha. Meus parabéns! Amei a maneira que vc usou para se expressar, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura...a capa do livro é linda ela traz o universo como tema.
http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=78725243