domingo, 4 de outubro de 2009

Análise: Livro "Desvendando os segredos da Linguagem Corporal", Hitler, Jesus e Imposição de mãos!


A algum tempo eu lí um livro chamado "Desvendando os segredos da Linguagem Corporal", do casal de autores Allan e Barbara Pease. Um Best Seller públicado pela editora Sextante, que já vendeu mais 400 mil exemplares. No Capítulo 2, o livro aborda sobre o tema, "O poder está em suas mãos" e exatamente da página 45, os autores descrevem:

"O braço estendido com a mão epalmada para baixo lembra a saudação nazista e é o mais agressivo de todos os cumprimentos, porque se impede de de se estabelecer uma relação de igualdade. Este aperto de mão é típico das pessoas autoritárias e dominadoras. Tomar a iniciativa com o braço esticado e a palma da mão virada para baixo obriga o outro a adotar uma posição submissa"
Fiquei pensando sobre este fato, e não deixei de relacionar com as passagens do Novo Testamento, onde já se afirmava a importância da "Imposição de Mãos" descrito em diversas livros como em 1 Timóteo 5:22:
"A ninguém imponhas precipitadamente as mãos, nem participes dos pecados alheios; conserva-te a ti mesmo puro".
Uma advertência sobre quem pode impor as mãos. Também procurei um outro trecho onde Jesus mostra o seu poder para curar relatado no livro de Marcos 6:5:
"E não podia fazer ali obras maravilhosas; somente curou alguns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos".

Concluo que é de grande importância este ato para o ser humano, podendo ser usado tanto para o bem como para o mal e o que foi descrito sobre a Imposição de Mãos a dois mil anos atrás foi confirmado através de um estudo profundo sobre a linguagem do corpo por Allan e Barbara Pease.

Um comentário:

Gabriel Knight disse...

A imposição de mãos de Jesus Cristo nada tem a ver com a de Hitler, assemelhando-se mais a um "passe", conhecido pelos espíritas.